quinta-feira, 28 de junho de 2012

Empatia


Durante uma experiência que consistia em analisar os neurônios ativos no cérebro de um macaco enquanto ele abria uma noz, um cientista italiano descobriu uma coisa bem legal.
No meio da experiência, um homem entrou no laboratório, pegou uma das nozes na tigela e abriu. Os neurônios que ficaram ativos no cérebro do macaco quando ele viu o homem abrindo a noz foi o mesmo de quando ele próprio a abriu. 

Depois de repetir o mesmo experimento várias e várias vezes, com primatas e homens, o cientista descobriu os “neurônios espelhos”. Quando você observa outra pessoa, sua raiva, frustração, senso de rejeição ou alegria, os mesmo neurônios que são ativados quando você tem essas experiências vão se ativar. As pessoas não ligam muito pra isso, mas elas estão ligadas umas as outras de modo que elas sentem o que a outra está sentindo como se fosse com ela.

Esse estudo sugere que nós estamos ligados uns aos outros, não pela agressão, violência, interesse pessoal e utilitarismo, mas por sociabilidade, apego, afetividade e companheirismo. E que o maior anseio de uma pessoa é pertencer a alguma coisa. É um anseio empático.

E o que é empatia?

Em um hospital, quando um bebê chora, os outros bebês choram junto e eles nem sabem por que. Isso é uma ação empática, é biológica.

A partir de mais experimentos foi possível perceber que no passado só as mesmas tribos tinham essa conexão. Tribos distantes, eram vistas como estranhas e portanto as pessoas não se identificavam.  Mais tarde isso aconteceu com religião, nação, etc. Se nós somos capazes de nos conectar com uma nação, porque não com o mundo inteiro?!

Hoje eu parei para pensar qual é a solução para os problemas do mundo. Consegui responder todas com mais empatia. Mais empatia com os colegas, as comunidades carentes da cidade, estado, pais, países, com diferentes religiões, raças, opção sexual e regimes governamentais, mais empatia com você mesmo.

Proponho um exercício para as férias: Tenha mais curiosidade com pessoas que são diferentes de você, procure ouvir o que elas pensam, converse mais, tente ficar no lugar de outra pessoa (literalmente), inspire ação em massa e mudança global.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Best Web Hosting Coupons