sexta-feira, 22 de junho de 2012

Porque Desenvolvimentista e não Assistencialista





Você já parou pra pensar na grande diferença entre esses dois termos?
Já reparou com qual deles o Consenso Incomum trabalha?

Assistencialismo, como a própria palavra já diz, significa prestar assistência a alguém ou a algo, sendo uma medida paliativa, ou seja, remedia, mas não soluciona. Infelizmente, hoje, o assistencialismo está em alta, como em programas do governo brasileiro (ex: Fome Zero) e até em nível internacional como o assistencialismo na África. As consequências dessa ação no mundo são mais prejudiciais do que benéficas. No continente africano, a ajuda internacional causou alguns problemas graves como o aumento da corrupção e valorização das discrepâncias sociais. Porém, o assistencialismo  é necessário quando se fala de fome, por exemplo; não há como se esperar, quem tem fome tem pressa.

Contudo, a ideia de desenvolvimento está intensamente ligada à sustentabilidade da organização ou mesmo de uma pessoa. Sustentabilidade no sentido próprio da palavra, se sustentar. Um grande exemplo desse modelo é a Artemisia, que prega a transformação do Brasil num pólo internacional de negócios de alto impacto social, fomentando empreendedores e negócios sociais que atuam diretamente com a população de menor renda. Seu propósito é bem claro: potencializa empreendedores e talentos para construírem as melhores startups que servem a população de baixa renda.

Mas essa ideia de desenvolvimento está mais perto de você do que imagina! O próprio cursinho comunitário Colméia não deixa de ser um empreendimento que torna seus alunos auto sustentáveis; ele ainda dá a oportunidade desses alunos crescerem na vida e mudarem sua realidade!

Agora você deve estar se perguntando, mas e o Consenso?

Bom, o CI é um grupo que procura desenvolver sustentavelmente todos a que trabalha conjuntamente, fazendo com que possam continuar crescendo e melhorando, sem nossa ajuda futura. Assim, nossos projetos estão divididos em três instâncias maiores: divulgação (de eventos sociais, busca de parcerias, etc), consultoria e novas ideias, sendo estes dois últimos atuando diretamente com a auto sustentabilidade.

Os projetos de consultoria teriam como objetivo sanar problemas de ONGs, instituições e indivíduos que trabalham com a causa social e, por sua vez, os projetos englobados por novos negócios seriam baseados no fomento do empreendedorismo auto sustentável.  E para que serve tudo isso afinal? Bom, além de estar contribuindo para o desenvolvimento da sociedade você também se desenvolve como indivíduo. Agora uma última pergunta:

Porque não curtir essa ideia?


--

Quer ganhar o livro “Liderança Inovadora” da Harvard Business Review novinho? 
É fácil, basta seguir os passos:

  1. Curta a página do Consenso Incomum no Facebook clicando aqui.
  2. Compartilhe a frase “Quero ganhar um livro da Harvard Business Review do @Um Consenso Incomum”
  3. Espere o sorteio que vai acontecer no dia 20/06.

Se conseguirmos mais de 500 curtir até o dia 27/06 , enviaremos a todos que nos curtiram o E-book “Stop Stealing Dream” do Seth Godin.

E ai, topa o desafio? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Best Web Hosting Coupons